Piauí confirma morte por paracoccidioidomicose “A doença do tatu”.

A Secretaria de Saúde de Simões, no Piauí, confirmou uma morte por paracoccidioidomicose, popularmente conhecida como “doença do tatu”. Segundo informações divulgadas pelo município, outras duas pessoas estão internadas com o mesmo diagnóstico.

Tatu Peba
Foto: Clemilton Dias

Apesar do seu nome popular, a doença não é transmitida por animais, nem de uma pessoa por outra. Para se contaminar é preciso ter contato com esporos (espécie de poeira) que estejam em solo contaminado pelo fungo causador da enfermidade.

 

Reportagem sobre Doença do Tatu, feita pelo JORNAL DE  PICOS / TV CIDADE VERDE

De acordo com o comunicado divulgado pela secretaria de Simões, “a associação com o animal acontece porque o homem ao caçar tatus entra em contato com as tocas (buracos), onde o solo está contaminado pelo fungo“.

Os sintomas mais comuns causados pela doença são: lesões na pele, tosse, febre, falta de ar, linfonodomegalia (ínguas), comprometimento pulmonar e emagrecimento.

FONTE: CNN BRASIL com Vídeo de TV Cidade Verde

 

2 COMENTÁRIOS

    • É sim, a doença não é causada pelo animal em si mas pelo fungo que fica em sua toca, a pessoa respira a poeira juntamente com o fungo ai adoece. a doença não é transmitida por animais, nem de uma pessoa por outra. Para se contaminar é preciso ter contato com a poeira em que esses fungos estão presentes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui